5 alimentos que o seu dentista não aprova

Gomas

Para ter uma ótima higiene oral, é muito importante desenvolver uma dieta rica e variada, no entanto, algumas das escolhas alimentares que são tomadas são menos amigas dos dentes do que outras. Saiba quais são os 5 alimentos que o seu dentista não aprova e evite-os a todo o custo para não comprometer a sua saúde dentária.

A boa alimentação desempenha um papel essencial na saúde oral e, como tal, ela deve ser cuidadosamente planeada. Dos vários alimentos que estão disponíveis no mercado e que podem integrar a sua dieta, existem 5 que todos os dentistas reprovam. São eles:

1. Alimentos açucarados

Existem vários alimentos que são ricos em açúcar e assim que são colocados na boca, esta fica num frenesim alimentício, que leva à produção de ácidos que danificam os dentes e conduzem à sua decadência. Deve ter em atenção que a ingestão de açúcares em excesso provoca o acumular da placa bacteriana e do tártaro e se a mesma não for doseada, pode levar ao estabelecimento de uma cárie, gengivite ou periodontite.

A maioria dos alimentos tem um determinado teor de açúcar e se eliminar radicalmente todos os alimentos que contêm açúcares da sua dieta, o seu corpo acabará por sentir falta de nutrientes muito importantes para a prossecução das tarefas mais básicas do dia-a-dia. A solução passa por reduzir ou eliminar todos os alimentos que contêm açúcares adicionais, como por exemplo, o mel e a glicose.

2. Alimentos pegajosos

Os alimentos pegajosos e fáceis de mastigar como os frutos secos, gomas e caramelos são mais propensos a permanecerem nos dentes durante um período de tempo mais alargado e isso pode conduzir à sua deterioração. Esta situação acontece devido às características destes alimentos que, mesmo depois dos dentes terem sido escovados, mantêm-se colados na placa dentária. A solução passa por incorporar os alimentos pegajosos numa refeição principal, para que a saliva extra que é produzida na ingestão de alimentos atue sobre os mais pegajosos. Se os alimentos pegajosos forem ingeridos como lanche, existe uma maior probabilidade de ficarem colados aos dentes, uma vez que a saliva produzida não atua de uma forma tão eficaz.

3. Alimentos ácidos

Qualquer alimento ou bebida com índices elevados de acidez, como o tomate, os frutos cítricos, os sumos de frutas ou o vinho tinto, pode aumentar o nível de acidez da sua boca. Com o tempo, a acidez acumulada na boca pode corroer o esmalte dos dentes e isso afeta consideravelmente a beleza do seu sorriso. Para que isso não aconteça, é essencial conhecer quais são os alimentos ricos em ácidos e isso não é uma tarefa de fácil execução, pois eles não são assim tão óbvios. Deve consultar todas as informações que se encontram no verso das embalagens e ter em atenção que alguns cereais, pães e até determinados tipos de peixe podem ser classificados como ácidos.

4. Alimentos com baixos valores nutritivos

Se é daquelas pessoas que de vez em quando gosta de apreciar uma refeição num restaurante de fast food, isso não constitui qualquer tipo de problema. Contudo, se a sua alimentação é à base de “comida plástica”, com alimentos nutricionalmente pobres, a sua saúde oral passará por sérias dificuldades. Isto acontece porque o sistema imunológico de cada pessoa precisa de um equilíbrio de minerais e vitaminas para combater qualquer tipo de infeção e este tipo de comida não fornece todas as proteínas necessárias para o funcionamento pleno do organismo. Alguns estudos científicos mostram que uma alimentação equilibrada e nutritiva é fundamental para manter uma boca sã e uma ótima saúde dental. Por outro lado, uma alimentação com baixos valores nutritivos, aumenta a sensibilidade dentária e o risco de aparecerem cáries dentárias.

5. Alimentos de grandes dimensões

Alguns alimentos de grandes proporções podem danificar o estado dos dentes mas, a maioria das pessoas não tem conhecimento que os maxilares também podem ficar afetados. Cada vez mais, esta situação é mais frequente e isso deve-se à existência de alimentos de enormes dimensões que se encontram nos restaurantes de fast food. Segundo estudos recentes, as pessoas com uma predileção para o fast food, têm inúmeras disfunções da articulação temporomandibular e isso é uma das preocupações atuais da ortodontia. Esta desordem causa dores faciais e conduz ao estabelecimento de vários problemas ao abrir a boca. Dessa forma, deve evitar a ingestão de alimentos com mais de quatro centímetros de altura para não prejudicar o funcionamento das suas mandíbulas e para cuidar da saúde da sua boca.

A sua votação: 
Average: 5 (2 votos)