Como é que são extraídos os dentes do siso

Dentista

Quem é que não conhece alguém que já tenha tido os seus dentes do siso extraídos? Claro que se é você quem se vai submeter a esta cirurgia, o caso já é outro. Saiba, porém, que a extração dos dentes do siso é um procedimento cirúrgico absolutamente normal no mundo dentário – informe-se sobre aquilo que deve fazer antes, o que vai acontecer durante e como recuperar depois.

A avaliação

Se os dentes do siso não derem problemas ou sinais de que necessitam de ser extraídos imediatamente, a avaliação do estado dos seus dentes do siso é algo que o seu dentista irá verificar na sua consulta anual. Por norma, é com recurso a um raio-X que se obtém uma perspetiva mais correta e clara do posicionamento dos dentes do siso, assim como a melhor forma de os extrair. É bastante comum um dentista sugerir a extração ou exodontia dos dentes do siso antes de estes dentes apresentarem qualquer tipo de problema – a ideia é prevenir e evitar as dores e as complicações que uma exodontia mais tardia pode apresentar. Quanto mais cedo os dentes do siso forem extraídos, mais fácil será a própria cirurgia e consequente recuperação.

Cuidados pré-exodontia

Os cuidados pré-exodontia devem ser revistos em conjunto com o seu dentista, ou seja, deve saber se pode comer/beber ou não antes do procedimento e/ou se deve ter em conta qualquer outra precaução. Evite fumar nas horas que antecedem a consulta dentária e não se esqueça de lavar os dentes e passar o fio dental antes de sair de casa. Tendo em conta que será administrada uma anestesia local e, em alguns casos, um sedativo ou tranquilizante, deve pedir a alguém que o acompanhe ao consultório dentário ou então que o possa ir buscar no final da intervenção dentária.

A extração dos dentes do siso

A extração dos dentes do siso pode ser feita de duas formas: se os dentes do siso já nasceram e estão completamente à vista, a sua extração é feita da mesma maneira que se extrai qualquer outro dente; se os dentes do siso estiverem inclusos, terá que ser feita uma incisão nas gengivas e removido a parte do osso que se encontra sobre os dentes do siso, de forma a proceder com a exodontia. Após a administração da anestesia local e/ou a administração de um sedativo, soltam-se os dentes do siso com recurso a um instrumento de extração, removendo-os de seguida com os fórceps dentários. No caso dos dentes do siso inclusos, é feita uma pequena incisão no local onde os dentes do siso se encontram e removidos qualquer osso ou tecido que os possa estar a cobrir. De seguida, soltam-se os dentes do siso com recurso a um instrumento de extração, removendo-os com os fórceps dentários. Por vezes, o dente do siso não é extraído por inteiro, mas antes em pequenas secções, para evitar a quantidade de osso que tem de ser removido para permitir a exodontia plena. No caso de se ter efetuada uma incisão, esta é fechada com recurso a pontos.

Efeitos secundários

Os principais efeitos secundários que se podem manifestar após a extração dos dentes do siso incluem: sangramento, inchaço, febre, dor e desconforto – os quais são todos passageiros e podem ser amenizados com recurso a um ou mais medicamentos que o dentista receitará para o período de recuperação. Em casos mais graves, mas menos frequentes, pode ocorrer “Alveolar Osteitis” (quando não se forma o coágulo de sangue no local da extração, o período de recuperação é prolongado e acompanhado de dor e de um mau hálito muito forte – tem de ser tratado localmente com um medicamento adequado); ou “Parestesia” (quando os nervos são magoados ou danificados durante a exodontia, provocando dormência na língua, lábios e/ou queixo durante alguns dias ou semanas).

Cuidados pós-exodontia

A recuperação de uma exodontia depende de pessoa para pessoa, assim como depende do tipo de extração que foi feita, mas regra geral, é necessário uma a duas semanas para sentir a boca novamente confortável. Entretanto, esta é uma lista das coisas que deve e não deve fazer para auxiliar uma rápida recuperação:

  • Controlar o sangramento com a aplicação de gaze limpa periodicamente.
  • Aplicar gelo envolto numa toalha ou uma compressa fria na cara durante 10 minutos a cada meia hora.
  • Evitar bochechar e cuspir durante as primeiras 24 horas. Depois, não utilize um elixir bocal (é demasiado forte), mas sim um copo de água morna com ½ colher de chá de sal para bochechar depois de cada refeição.
  • Continuar a lavar os dentes, evitando a área de extração durante as primeiras 24 horas. Depois disso, fazer uma lavagem muito cuidadosa.
  • Até desaparecer por completo o efeito da anestesia, seguir apenas uma dieta líquida. Nos dias seguintes, opte sempre por alimentos líquidos e moles, evitando porém beber com uma palhinha, assim como alimentos/bebidas quentes (café, chá, sopa…).
  • Não consumir bebidas alcoólicas.
  • Não fumar.
  • Evitar exercício e qualquer tipo de esforço físico nos dias após a exodontia.
  • Se não se sentir bem ou se verificar algum sintoma anormal, deve contactar o seu dentista.
A sua votação: 
Average: 4.9 (7 votos)