Como escolher e usar corretamente um elixir bocal

Elixir bocal

O uso de um elixir bocal faz parte de uma rotina de higiene oral diária e saudável – para além de eliminar a formação de placa bacteriana e combater as doenças periodontais, o elixir bocal é um excelente aliado contra o mau hálito. A bem da saúde oral, aprenda a escolher e a usar corretamente um elixir bocal.

O que é um elixir bocal?

Um elixir bocal é uma solução oral antissética, de sabor fresco e agradável, que é bochechada após a lavagem de dentes e/ou o uso do fio dental. As suas propriedades antisséticas são eficazes contra a eliminação de bactérias e de resíduos alimentares que nem sempre são completamente removidos com a lavagem de dentes e a passagem do fio dental, o que o torna num agente ativo e efetivo contra a formação de cáries e o aparecimento de doenças periodontais como a gengivite ou a periodontite. O elixir bocal é ainda muito utilizado para combater o mau hálito.

Como escolher um elixir bocal

O mercado está repleto de soluções orais para melhorar e manter a saúde da boca e dos dentes – o que pode dificultar a escolha de um elixir bocal. Quando em dúvida, o seu dentista pode recomendar um elixir bocal adequado, mas também pode fazer a escolha baseada nas suas necessidades e preferências pessoais:

  • Sabor: atualmente, existem vários sabores distintos no que toca aos elixires bocais – menta, mentol, limão, laranja… – e é uma questão de ir experimentando até acertar com aquele que mais gostar. Se apreciar o sabor do elixir bocal que tem em casa, terá uma maior tendência de o utilizar regularmente, caso contrário ficará esquecido no armário da casa de banho.
  • Com ou sem álcool: devido à sua ação antissética, um dos principais ingredientes do elixir bocal é o álcool, podendo algumas marcas conter até 75% de álcool. Se preferir, pode optar por um elixir bocal sem álcool – caso de existirem crianças em casa, por exemplo.
  • Ação específica: existem muitas opções de elixir bocal no mercado porque cada um pode estar especificamente concebido para combater determinado problema – placa bacteriana, cáries, gengivite, mau hálito, hálito de fumador, efeito branqueador de dentes. Escolha aquele mais adequado à sua higiene oral.
  • Bocas sensíveis: nem todas as pessoas toleram bem o elixir bocal, uma vez que alguns podem ser bastante fortes e agressivos na boca. Se sofre de sensibilidade dentária, por exemplo, deve procurar um elixir bocal específico para bocas sensíveis.

Como utilizar corretamente um elixir bocal

  • O momento ideal para utilizar um elixir bocal é logo após a lavagem dos dentes e/ou a passagem do fio dental. Algumas pessoas gostam de bochechar com o elixir bocal logo pela manhã, devido ao mau hálito matinal, no entanto, depois da utilização do elixir bocal deve evitar lavar os dentes ou comer nos 30 minutos seguintes – caso contrário o elixir bocal perde o seu efeito e eficácia.
  • Siga sempre a quantidade recomendada na embalagem do elixir bocal, utilizando o doseador que normalmente acompanha o mesmo ou um copo específico para o efeito.
  • Alguns elixires necessitam de ser diluídos com água e outros não: leia atentamente a embalagem, de forma a garantir a ação total do elixir bocal.
  • Recomenda-se a utilização do elixir bocal duas vezes por dia – de manhã e à noite – porém, se o utilizar apenas uma vez por dia, o ideal é à noite antes de se deitar, dando assim mais tempo para o elixir atuar.
  • O elixir bocal deve ser bochechado na boca pelo menos durante 30 segundos, até um minuto. Para uma recomendação exata, confira a embalagem.
  • No final, deite fora o líquido e evite passar a boca por água.

Precauções especiais a ter em conta

Devido à sua composição, que contém álcool, o elixir bocal não é recomendado para a rotina de higiene oral das crianças, a não ser que seja receitado por um dentista ou então se for um elixir bocal sem álcool. Pelos mesmos motivos, não deve estar ao alcance de crianças pequenas. As mulheres grávidas ou em período de amamentação não devem utilizar elixir bocal. Evite comprar grandes quantidades de elixir uma vez que esta solução oral perde a sua força e eficácia com o tempo – respeite o seu prazo de validade.

O que fazer se engolir elixir bocal

Engolir acidentalmente pequenas quantidades de elixir bocal pode acontecer e, embora não afete gravemente a maioria das pessoas, por vezes pode deixar a pessoa ligeiramente indisposta ou com diarreia, sendo, no entanto, uma situação passageira. Engolir grandes quantidades de elixir bocal pode ser mais perigoso, principalmente nas crianças, tendo em conta os ingredientes que compõem este líquido. Os sintomas comummente associados a uma “overdose” de elixir bocal são tonturas, sonolência, dificuldades respiratórias ou em casos extremamente graves, convulsões ou estados de coma. Nestes casos, a pessoa em questão deve ser levada imediatamente para uma urgência hospitalar.

A sua votação: 
Average: 4.7 (9 votos)