Periodontite: o que é e como se trata

Lábios

A periodontite é uma doença periodontal que resulta diretamente de uma gengivite não curada. Quando não tratada atempadamente ou eficazmente, a evolução de uma gengivite revela-se bastante complicada e, se chegar ao estado de uma periodontite, podem surgir problemas mais graves como a destruição óssea.

O que é?

Uma forma de gengivite mais avançada, a periodontite é a segunda fase da gengivite se esta não for tratada de forma imediata e adequada. Se a gengivite se caracteriza por ser uma inflamação das gengivas, a periodontite vai mais longe, uma vez que é uma doença que afeta o periodonto, ou seja, todos os tecidos que envolvem e apoiam os dentes, incluindo as gengivas, o osso e o ligamento periodontal que fixa os dentes, atuando como uma espécie de “almofada” entre o dente e o osso.

As causas

Regra geral, qualquer tipo de doença periodontal é o resultado direto de uma má saúde oral, com insuficiência ao nível da lavagem dos dentes, assim como da passagem do fio dental. Quando a higiene oral é sistematicamente descurada, as bactérias e a placa bacteriana que vai acumulando na boca começa a “atacar” as gengivas, os tecidos que circundam os dentes e até o osso. As toxinas libertadas pelas bactérias presentes na boca fazem com que o organismo responda através de um processo inflamatório que, se não for rapidamente tratado, pode começar a “desfazer” as gengivas e os ossos que suportam os dentes. Esta degradação cria “buracos” nas gengivas que, devido à sua profundidade, tornam-se locais propícios para continuar a acumular resíduos alimentares, bactérias e placa, agravando assim o estado da doença.

Tipos de periodontite

Os 4 tipos de periodontite mais comuns são os seguintes:

  • Periodontite crónica: esta é a forma mais comum da periodontite e embora afete maioritariamente os adultos, qualquer pessoa pode desenvolvê-la. A inflamação das gengivas, a perda óssea e o recuamento das gengivas pode evoluir de uma forma mais lenta do que acontece com os restantes tipos de periodontite.
  • Periodontite agressiva: afeta qualquer pessoa, mesmo as mais saudáveis, e desenvolve-se de uma forma rápida e destrutiva, causando a perda óssea e a deterioração das gengivas.
  • Periodontite associada a doenças sistémicas: a periodontite pode ainda ser, em si, um sintoma de outras doenças, caso da diabetes, artrite e doenças cardíacas.
  • Periodontite ulcerativa necrosante: esta é uma das formas mais graves da periodontite, manifestando-se através da morte dos tecidos gengivais, assim como dos tecidos e dos ossos que apoiam a estrutura dentária, o que acaba por se traduzir em lesões graves na boca. Quem sofre de imunodeficiências, malnutrição ou doenças como o VIH/SIDA têm um maior risco de sofrer deste tipo de periodontite.

Principais sintomas

Embora os sintomas da periodontite possam parecer manifestamente desagradáveis e dolorosos, muitos passam despercebidos ou de forma passageiro, o que permite, muitas vezes, que a gengivite evolua rápida e facilmente para uma periodontite. É importante estar atento aos seguintes sintomas e marcar uma consulta com o seu dentista no caso de registar uma ou mais destas perturbações:

  • Sangramento das gengivas durante a lavagem dos dentes e/ou o uso de fio dental;
  • Sangramento das gengivas quando se trinca alguns tipos de alimentos, caso de uma maçã, por exemplo;
  • Gengivas inchadas e de cor vermelha (principalmente se este sintoma for recorrente);
  • Gengivas sensíveis ao calor e ao frio;
  • Um mau hálito persistente e/ou um sabor metálico constante na boca;
  • Existência de pus entre os dentes e as gengivas;
  • Gengivas recuadas, o que confere aos dentes um aspeto mais alongado;
  • Existência de bolsas profundas entre os dentes e as gengivas;
  • Dentes que parecem estar soltos e/ou separados dos restantes;
  • Alteração da posição dos dentes quando morde alguma coisa;
  • Alteração da forma como encaixa a dentadura.

Tratamento

Embora possa deixar danos irreversíveis – que terão de ser ativamente controlados daí para a frente – a periodontite é tratável e o primeiro passo é uma consulta dentária (ou várias) para que se possa remover a placa bacteriana acumulada, os tecidos moles inflamados e avaliar o estado ósseo da boca. Existem também tratamentos a laser, assim como tratamentos medicamentosos complementares. Em casos de periodontite avançada, pode ser necessária uma intervenção cirúrgica.

Prevenção

No que toca a garantir uma saúde oral exemplar, a prevenção é o melhor remédio e, uma vez que a gengivite e a periodontite apresentam sintomas semelhantes, mas a segunda é uma doença mais grave que a primeira, a deteção precoce é crucial. Para além de assegurar um check-up anual no seu dentista, não deve descurar a higiene oral pessoal: lave bem os dentes, de preferência três vezes por dias, uma das quais acompanhadas de fio dental. Esteja sempre atento a eventuais alterações na sua saúde oral, visitando o seu dentista sempre que algo parecer fora do normal.

A sua votação: 
Average: 5 (1 voto)