Principais problemas com as gengivas e como os detetar

Adolescente a escovar os dentes

O bom estado e conservação das gengivas determinam uma boa ou má saúde oral. Conheça quais são os principais problemas que podem estar relacionados com as suas gengivas e saiba como os detetar e tratar, para que a beleza do seu sorriso nunca fique comprometida.

O que é a doença gengival?

Uma doença gengival é uma inflamação das gengivas que pode progredir e afetar o osso que rodeia e que suporta os dentes. É causada pelas bactérias que habitam na cavidade bucal e que estão presentes na placa bacteriana, manifestando-se através da formação de uma película incolor aderente que se forma nos dentes. Esta película necessita de ser removida diariamente, através da escovagem e da utilização do fio dental. Caso não o faça, a placa dentária pode acumular-se e as bactérias podem infetar as gengivas e os dentes e, eventualmente, o tecido gengival e o osso que sustêm os dentes. Assim que uma doença gengival é detetada, os dentes tornam-se muito frágeis e podem cair terem que ser removidos pelo dentista. Para que tal não aconteça, nunca comprometa a sua saúde oral e lave os seus dentes todos os dias.

As diferentes etapas de uma doença gengival

Uma doença gengival deve ser tratada o quanto antes para que esta não evolua para uma fase mais complexa e avançada. Existem três fases distintas de uma doença gengival. São elas:

Gengivite

Esta é a fase inicial da doença gengival e corresponde à inflamação das gengivas que é causada pela acumulação de placa bacteriana na linha gengival. Nesta fase inaugural, os estragos são reversíveis, desde que o osso e o tecido conjuntivo que mantêm os dentes no seu lugar, ainda não tiverem sido afetados. Basta escovar os dentes e utilizar corretamente o fio dental todos os dias para remover a placa bacteriana. Se não o fizer, são produzidas toxinas específicas que podem irritar o tecido gengival, causando a gengivite. Apesar de ser facilmente tratável, se esse tratamento não for feito atempadamente, a gengivite pode transformar-se numa periodontite que, ao contrário da gengivite, pode danificar os dentes, as suas raízes e nervos, levando mesmo à perda de dentes.

Periodontite

A periodontite é uma forma de gengivite mais avançada onde as fibras e o osso de suporte que mantêm os dentes no lugar apresentam-se irreversivelmente danificados. Existem vários tipos de periodontite, como a crónica, agressiva, associada a doenças sistémicas e ulcerativa necrosante e, em todas elas, as gengivas começam a formar uma bolsa abaixo da linha gengival que retém alimentos e placa bacteriana. O tratamento dentário mais adequado e uma melhoria da saúde oral ajudam a prevenir este tipo de problemas no futuro.

Periodontite avançada

A periodontite avançada é a fase final da doença gengival e ocorre quando as fibras e o osso que suportam os dentes estão destruídos, o que pode causar a mobilidade dentária. Quem sofre de periodontite avançada pode ter a sua mordida afetada e também pode ter a necessidade de extrair dentes se não realizar um tratamento regular e agressivo. Este é o estado mais avançado de gengivite e em casos de extrema gravidade pode conduzir a uma cirurgia oral.

Como detetar os principais problemas das gengivas

A doença gengival pode ocorrer em qualquer idade, no entanto, é mais comum nos adultos. Se for detetada na sua primeira fase, isto é, como gengivite, ela é mais facilmente tratada que a periodontite ou periodontite avançada. Dessa forma, visite o seu dentista se verificar algum dos seguintes sintomas:

  • Gengivas avermelhadas, inchadas ou moles;
  • Gengivas que sangram com a escovagem ou com o uso do fio dental;
  • Constatar que os dentes parecem maiores porque houve recessão gengival;
  • Gengivas que parecem estar afastadas dos seus dentes, criando uma espécie de bolsa;
  • Alterações no posicionamento dos dentes quando se dá uma mordida;
  • Líquido que sai de entre os dentes e gengivas;
  • Mau hálito constante e um mau sabor na boca.

Como tratar uma doença gengival

Para tratar corretamente uma doença gengival, deve cumprir com os aspetos seguintes:

Visitar regularmente o dentista: deve realizar um check-up dentário todos os anos de forma a vigiar a sua saúde oral. Ao fazê-lo conseguirá detetar eventuais problemas dentários com antecedência e isso poderá ser suficiente para que, por exemplo, uma gengivite não se transforme em periodontite.

Escovar e usar o fio dental diariamente: é obrigatória a escovagem dos dentes pelo menos duas vezes por dia. Ao fazê-lo, deve utilizar sempre o fio dental para remover a placa bacteriana que possa estar contida nas áreas de difícil acesso, como por exemplo entre os dentes e debaixo da linha de gengiva. Uma boa saúde oral ajudá-lo-á a evitar a acumulação de placa bacteriana e a evitar o aparecimento de cáries e doenças gengivais.

Realizar uma destartarização eficaz: a destartarização possibilita remover a placa bacteriana que se acumulou acima e abaixo da linha gengival e se transformou em tártaro. Se a situação for mais grave, pode ser necessário efetuar um alisamento radicular. Os alisamentos radiculares ajudam a diminuir as irregularidades nas raízes dos dentes, tornando mais difícil a deposição de placa bacteriana.

A sua votação: 
Average: 3.7 (10 votos)