Tudo sobre as aftas

Uma das lesões mais comuns da boca são as ulceras aftosas, ou estomatites aftóides, também conhecidas por aftas. Estas surgem mesmo em bocas saudáveis e, apesar do incómodo que causam e de atrapalharem ações tão simples como falar, mastigar, engolir ou beijar, as aftas são lesões benignas que não costumam acarretar problemas. No entanto, é necessário ter atenção quando elas se tornam recorrentes, uma vez que algumas das doenças mais graves da boca podem manifestar-se através de lesões semelhantes às aftas. Saiba tudo sobre as aftas e aprenda a manter uma boca sempre limpa e saudável.

O que são as aftas?

São lesões, ou feridas, arredondadas, esbranquiçadas ou, por vezes, amareladas, rasas, de bordos claramente definidos e elevados, rodeados por uma área avermelhada sem pus, bactérias ou outros sinais de infeção. Ao contrário das gengivites, a sensação de dor, queimadura ou ardor denuncia o aparecimento de uma afta, que pode surgir na língua, lábios, gengiva, garganta ou qualquer outro ponto da cavidade oral. Há quem apresente aftas grandes, ou aftas major, que são profundas e têm mais que um centímetro de diâmetro. Por vezes, as aftas podem surgir acompanhadas de gânglios linfáticos inchados (ou ínguas) no pescoço, febre baixa e indisposição.

As causas para o aparecimento das aftas

As causas para o aparecimento das aftas não estão, ainda, completamente esclarecidas, no entanto, sabe-se que traumas na mucosa oral, stress e ansiedade, noites mal dormidas, refluxo gastroesofágico (ou azia), alterações hormonais durante o ciclo menstrual e fumo de cigarro podem provocar o seu aparecimento.
As aftas podem, ainda, surgir devido a certos alimentos como chocolate, café, alguns tipos de queijo, refrigerantes, frutas mais ácidas, como ananás ou limão, pastas de dentes e elixires orais com lauril sulfato de sódio, carência de vitaminas e minerais como B6, B12, C, zinco, ferro e ácido fólico, ou determinados medicamentos. Existem algumas alterações no sistema imunitário que também podem levar ao aparecimento de aftas. De referir que as aftas não são contagiosas e são mais comuns em pré-adolescentes, adolescentes e jovens adultos, cujo aparecimento tem tendência para diminuir com o avançar da idade.

As aftas ficam para sempre?

Por norma, uma afta não deixa marcas e demora, em média, uma a duas semanas a desaparecer, ao passo que as aftas major permanecem durante até seis semanas e podem deixar cicatriz. Ainda assim, algumas aftas mais pequenas demoram mais tempo que o normal a curar porque estão em locais onde há contacto repetido com os dentes ou alimentos.

As principais formas de tratamento

Depende muito de pessoa para pessoa mas, uma vez que as aftas comuns tendem a durar até quinze dias, os tratamentos usados têm como objetivo acelerar o processo de cicatrização e diminuir a sensação de ardor provocada pela afta. Na farmácia, encontram-se medicamentos, na sua maioria, de venda livre, que contêm anestésicos, que servem para aliviar os sintomas, corticoides e anti-inflamatórios, que ajudam a lesão a cicatrizar mais rapidamente.
Um dos tratamentos caseiros mais conceituados no tratamento das aftas é o que mistura uma colher de leite de magnésio ou bicarbonato de sódio diluído num copo com água. Depois, só tem de bochechar e deixar o inchaço diminuir. Também pode diluir água oxigenada em água comum e aplicar esta solução com um cotonete diretamente na afta. Evite o contacto com substâncias abrasivas puras como o álcool ou o bicarbonato em pó, que podem irritar e piorar a afta.

Quando recorrer à ajuda médica?

Deve equacionar-se uma consulta com o dentista quando a afta for excecionalmente grande ou quando este tipo de lesões for recorrente ou surgirem novas quando as primeiras cicatrizam. Sinais de infeção na zona da afta ou sintomas como febre, perda de peso e apetite ou úlceras nos órgãos genitais pedem a consulta com um médico.

Como prevenir o aparecimento das aftas

A prevenção não é fácil e passa, principalmente, por evitar as causas associadas ao aparecimento das aftas. Gargarejar com elixires orais para desinfeção da boca, utilizar uma escova de dentes macia, manter uma boa saúde oral, visitar regularmente o dentista e evitar o abuso de anticéticos orais podem ajudar na prevenção. Suplementos que contenham as vitaminas C, B6 e B12 também ajudam a evitar o surgimento de aftas.

A sua votação: 
Sem votos